PT
Voltar

Business Intelligence


Business Intelligence

Ciência do “Acho que...” representa algum do conhecimento adquirido pelos gestores através de conversas, intuições, opiniões e subjetividade que impera em muitas estruturas organizacionais.

Infelizmente, algumas chefias de topo não conseguem conceber o retorno que a aposta na Inovação e Tecnologias de Informação poderá ter nos processos, no alcance dos objetivos e resultados da sua organização.

 

Vejamos o exemplo das campanhas de marketing cujo alcance tem pouca ou nenhuma expressão em oposição a outras que atingem bons resultados e consequentemente, potenciam negócio. Por que razão? No caso dos bons resultados, a análise de Business Intelligence representa o diferencial na elaboração da campanha.

 

Mas o que é o Business Intelligence?
Há um conjunto de teorias, metodologias, ferramentas, estruturas e tecnologias que transformam uma grande quantidade de dados brutos em informação útil para tomadas de decisões estratégicas.

Assim, concetualmente o termo Business Intelligence (BI), surgiu da necessidade de melhorar o processo de tomada de decisão dos altos gestores, de modo a terem a noção exata e o desempenho do próprio negócio a qualquer hora.

 

Numa organização com uma estrutura de BI, através das ferramentas de BI, torna-se possível recolher os dados provenientes de várias fontes internas (CRM’s, ERP’s, Legaccy, etc) e externas e através de um processo denominado ETL (Extract, Transformation and Load) transformá-los e inseri-los num Data Warehouse. Este é passível de ser subdividido e utilizado para assuntos específicos.  Após o armazenamento, inicia-se o processamento analítico de dados on-line (OLAP), isto é: a conversão dos dados em informações, que serão disponibilizadas nos relatórios para que os analistas de negócios e gestores identifiquem tendências, tomem as suas decisões fundamentadas e em tempo real, delineando a estratégia a seguir pela empresa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Porque ter um Sistema de BI na sua empresa?
- Minimização de riscos (Utilização de fatos e informação pertinente que contrapõe fatualmente todos os “acho que’s”);
- Rapidez nas respostas corporativas (os sistemas de BI estão desenhados para devolverem aos utilizadores respostas imediatas)
- Visualização das tendências (que permite elaboração de cenários, possibilitam identificar linhas de comportamento dos clientes e definir o caminho a seguir);
- Minimização de custos e maximização de lucros (por exemplo: campanhas de marketing mais focadas num target específico, - mais impactantes e com maior eficácia e retorno);
- Competitividade (a acessibilidade aos vários departamentos, a rapidez de resultados, a segurança da informação fornecida melhoram substancialmente a competitividade da empresa).

 

Não há uma receita, nem uma garantia de que seus resultados serão satisfatórios, porém as boas práticas de BI evitam os processos de “tentativa/erro” na tomada de decisões e possibilitam conhecer os padrões comportamentais dos clientes, o que é determinante na estratégia de um negócio.

 

Se ter um conhecimento profundo da sua empresa para competir com maior eficiência é uma mais-valia clara para o negócio e a melhoria dos seus resultados, conhecer os clientes e concorrentes torna-se igualmente um fator crítico de sucesso. Para facilitar essa tarefa, os Relatórios Empresariais que disponibilizamos são objetivos e reunem informações atualizadas, estruturadas, relevantes e de fácil interpretação, para que possa conhecer bem as empresas com as quais se relaciona e reduzir a sua exposição ao risco associado à realização de negócios.

 

Setembro 2018